domingo, 26 de setembro de 2010

Inauguração de Estátua de Agnaldo Timóteo será 16 de Outubro

Na comemoração de seu aniversário, dia 16 de outubro, Agnaldo Timóteo será homenageado por seus conterrâneos
 
  Quem passa pela Praça Getúlio Vargas percebe que o local está em obras. Mas poucos sabem o que será feito ali. No dia 16 de outubro a praça receberá uma nova estátua de bronze, do caratinguense Agnaldo Timóteo.
 
  A ideia surgiu quando o jornalista Humberto Luiz resolveu homenagear o cantor. “Agnaldo é uma pessoa que promove a cidade, senti que era chegado o momento de prestarmos uma homenagem à altura do merecimento dele”, explica o amigo e admirador. “Pensando nisso, convidei a Marilene Godinho para juntos convidarmos outras pessoas”. 
 
  Foi assim que surgiu o grupo Movimento Amigos de Caratinga (MAC), diz Humberto, que faz questão de ressaltar que a turma, de mais de vinte pessoas, é totalmente apolítica. 
 
  Para colocar a ideia em prática, o grupo se reuniu várias vezes e buscou recursos na iniciativa privada. “Pretendemos agora transformar o grupo numa ONG (organização não governamental), que vai trabalhar em favor da cidade, ajudando aqueles que querem ajudar a cidade, em benefício de Caratinga”, acrescenta Humberto. 
 
  De acordo com ele, o grupo já conseguiu R$ 70 mil para executar a obra. “Faltam agora uns dez mil, para a gente arrematar a obra e fazer a festa de inauguração. Ainda estamos em campanha”. O que significa que o grupo ainda está aceitando doações de empresários da cidade.
 
  A festa de inauguração está marcada para o dia 16 de outubro, dia do aniversário do cantor, com a presença do ilustre homenageado.
 
  Humberto Luiz explica que apesar de ser uma ação comunitária, independente de doações públicas, conta com o apoio da prefeitura municipal e do prefeito João Bosco Pessine, que cedeu o local para a colocação da estátua e deixou o dia reservado para a ocasião.
 
A escultura
 
  Para fazer a estátua, o grupo escolheu o artista plástico caratinguense Paulo Motta. “A escultura será feita em bronze, material mais durável, com maior imponência na estrutura, e também para não destoar da de Getúlio Vargas, que está na mesma praça e foi feita de bronze”, conta Paulo.
 
  Ele explica que a escultura será feita em tamanho real, com 1,70 m de altura. “Todas as proporções foram obedecidas. Ele veio aqui para que eu fizesse as medidas, inclusive do pé, que é tamanho 40”.
 
  Paulo Motta é o responsável por esculpir a estátua, e conta com o apoio da esposa, Léia Küille. Além de artista plástico dedicado à pintura, desenho, escultura, marcenaria, entalhe, e produção de instrumentos musicais, Paulo também é médico e mantém, em sua clínica um de seus ateliês. “Entre uma consulta e outra, passo meu tempo aqui”, conta ele em tom alegre.  
 
  Foi lá que ele recebeu a Reportagem do DIÁRIO para mostrar a quantas anda o projeto da escultura de Agnaldo Timóteo e contar como é o processo de confecção. “Começo o trabalho com isopor, resina e plastilina (uma mistura de cera de abelha com parafina); aí começo a escultura com as estecas. Depois vem o gesso, e vai para o forno, onde a cera derrete e fica um buraco no gesso, onde jogamos o bronze derretido”. 
  Ele explica que algumas partes serão maciças e outras ocas, mas tudo, com no mínimo três centímetros de espessura. “O que vai deixar a escultura muito pesada, terá que ser carregada por um guindaste”.
 
  O artista mostrou com exclusividade ao DIÁRIO, os modelos que já estão prontos da cabeça e das mãos do cantor. “As partes são feitas separadas e depois soldadas. Faço mais de uma de cada parte, até saber qual será definitiva e também por que podem acontecer problemas na hora de fundir”, conclui.
 
Projeto arquitetônico
 
  A jovem arquiteta e urbanista Marcela Cimini foi escolhida para projetar a implantação da estátua. “O projeto foi baseado na necessidade de complementação dos serviços de urbanização do local para a implantação da estátua que será executada em homenagem ao cantor Agnaldo Timóteo”, explica. 
 
  O projeto urbano, idealizado para atender de melhor forma possível a população local, apresenta a finalidade de oferecer serviços de urbanização complementares, como pavimentação da praça, execução de canteiros de flores, iluminação artificial, com a colocação de luminárias, implantação de mobiliário urbano e disponibilização de acessibilidade universal ao local. 
 
  Marcela conta que oferecer uma boa convivência, o conforto e a acessibilidade aos usuários foram as principais preocupações do projeto, além do desenho do piso, dos bancos e a escolha da vegetação. “Os desenhos foram determinados para propiciar um visual agradável e valorizar a localização da estátua, trazendo mais vida ao espaço, sem prejudicar a circulação constante dos pedestres. Para manter o conforto dos usuários, será realizada uma ampliação, que além de garantir espaço para o passeio ao redor da estátua torna possível deixar uma área segura destinada à travessia”, finaliza a arquiteta.
 
Diário de Caratinga

Um comentário:

  1. vai ficar boa a estátua, mas a cidade precisa de mais projetos pra atrair turistas, tem que ser audacioso, ^^
    uma obra que o brasil admiri

    ResponderExcluir